19
Jul

Festival Literário de Macau lança 8ª edição do seu Concurso de Contos

A oitava edição do Concurso de Contos do Festival Literário de Macau – Rota das Letras está oficialmente em marcha. O festival receberá textos em Português, Chinês e Inglês. As histórias devem ser entregues até às 20h do dia 30 de Novembro de 2019 na redacção do jornal Ponto Final (Travessa do Bispo, No. 1C, 6º andar, Macau) ou através de email para shortstories. thescriptroad@gmail.com.

O concurso de contos decorrerá em moldes semelhantes ao do ano anterior, com os vencedores (um em cada idioma) a serem seleccionados por escritores que passaram pela Rota das Letras, depois de haver uma pré-selecção a cargo de um painel composto por representantes da organização do festival e de outras entidades.

A oitava edição do concurso de contos mantém a entrega de prémios pecuniários (um para cada idioma), no valor de 10 mil patacas. A principal recompensa continuará a ser a publicação em livro – e nas três línguas – dos textos seleccionados, ao lado daqueles escritos pelos autores que visitaram Macau na edição anterior do Festival.

O regulamento completo do concurso de contos está disponível nas três línguas em www.thescriptroad.org. De um modo geral mantêm-se os preceitos do ano anterior, com a participação a estar aberta a todos os que escrevam numa das línguas admitidas a concurso e que, claro, escrevam sobre Macau.

O próximo volume da colecção Contos e Outros Escritos será lançado durante a 9ª edição do Festival Literário de Macau, em Março de 2020.

SOBRE O FESTIVAL

O Festival Literário de Macau – Rota das Letras foi fundado em 2012 pelo jornal Ponto Final. Este é o maior encontro de literatos da China e dos Países de Língua Portuguesa alguma vez organizado. A Rota das Letras acolhe também muitos convidados de outras geografias, trazendo à cidade reputados escritores, editores, tradutores, jornalistas, músicos, cineastas e artistas plásticos. O Festival Literário de Macau tem o apoio do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, do Instituto Cultural de Macau, do Turismo de Macau e da Fundação Macau, bem como de diversas entidades privadas, com a SJM – Sociedade de Jogos de Macau a ser um dos seus principais patrocinadores.

GABINETE DE IMPRENSA
Email: press.thescriptroad@gmail.com

Concurso de Contos Rota das Letras Regulamento

O concurso de contos Rota das Letras receberá trabalhos em três idiomas. O
júri final é composto por escritores convidados da edição anterior do festival.
Serão eles a decidir os vencedores.

1. Destinatários
a) O concurso destina-se a todos as pessoas, sem qualquer restrição em função da
idade, nacionalidade ou local de residência. No entanto,
b) Os familiares directos dos membros da organização e dos membros do júri
não poderão concorrer, bem como todas as pessoas ligadas à organização do Festival
Rota das Letras.

2. Apresentação dos contos
a) Todos os contos devem ter Macau como tema ou pano de fundo. Devem ser de
alguma forma sobre Macau.
b) Cada concorrente pode enviar um máximo de dois contos. Os trabalhos devem ser
totalmente inéditos (tanto em edições em papel como em edições online) e podem ser
apresentados em chinês, português ou inglês.
c) Os textos devem ter um limite máximo de 3500 palavras em português e inglês, e
de seis mil caracteres em chinês. Os textos que tenham sido previamente publicados
(inclusive online) ou que ultrapassem a extensão definida serão automaticamente
excluídos do concurso.

3. Prazo e envio
a) Os trabalhos a concurso deverão ser entregues nas instalações do jornal Ponto Final
(Travessa do Bispo, No. 1C, 6º andar, Macau); ou por email para
shortstories.thescriptroad@gmail.com.
b) Os trabalhos enviados por correio devem conter o carimbo com data de expedição
anterior a 30 de Novembro de 2019. Os trabalhos devem ser entregues dentro de um
envelope fechado, contendo no exterior a inscrição “Concurso de Contos Rota das
Letras”. Os participantes devem colocar quatro cópias de cada conto em formato A4
no interior do envelope, bem como um CD com o conto em formato digital
(documento Microsoft Word). O texto deve estar formatado em corpo 12,
espaçamento entre linhas de 1,5 e fonte Arial, no caso dos contos em português e
inglês; e em fonte SimSun, no caso dos contos em chinês. Os concorrentes devem
ainda colocar no interior do envelope uma fotocópia de um qualquer documento de
identificação (Bilhete de Identidade; Passaporte) e uma folha com nome completo,
endereço de email e contacto telefónico.
c) Os participantes que enviem as suas histórias por email devem anexar a essa mensagem

a versão digital do conto, bem como uma cópia digitalizada do seu
documento de identificação. Todos os contos devem ser enviados antes das 20h (hora
de Macau) do dia 30 de Novembro de 2019. O formato das histórias deve ser o
mesmo já mencionado na alínea b).

4. Júri do concurso
a) O júri do concurso será constituído, numa primeira fase, por um grupo de pessoas
convidadas pela organização da Rota das Letras e por membros da organização do
festival. Será estabelecido um júri para o concurso em cada uma das línguas. Esta
primeira comissão fará uma pre-selecção de cinco ou mais textos, que serão depois
colocados à consideração dos júris finais, escritores presentes na edição anterior do
festival, os quais procederão depois à selecção dos vencedores.
b) A Rota das Letras reserva-se o direito de não escolher qualquer vencedor caso os
trabalhos apresentados não tenham a qualidade desejada ou não estejam de acordo
com o âmbito e temática do concurso.

5. Prémios
a) Os contos vencedores (um em cada uma das línguas) serão traduzidos nos restantes
idiomas e publicados em livro a apresentar na edição seguinte da Rota das Letras. O
livro, com edições em Chinês, Português e Inglês, reunirá os contos sobre Macau
escritos pelos autores convidados para a edição anterior do festival. Os vencedores do
concurso verão assim as suas obras publicadas ao lado de nomes como os próprios
escritores júris do concurso e outros autores.
b) Os vencedores do concurso (um em cada idioma) receberão um prémio pecuniário
no valor de 10 mil patacas.
6. Disposições Finais
a) A participação no concurso implica a aceitação integral deste regulamento.
c) Os trabalhos apresentados a concurso não serão devolvidos aos seus autores.
d) A Rota das Letras reserva-se pelo prazo de três anos o direito de publicar, na
versão original e traduzidos, os trabalhos distinguidos no concurso e os restantes
trabalhos recebidos mas não premiados, em livro ou em publicações periódicas. Os
direitos de autor para a primeira publicação (em publicações periódicas e em livro)
pertencem ao editor e os subsequentes aos respectivos autores.

13
Mar

Reserva de Lugares

Entrada Gratuita, reserve aqui o seu lugar:

https://goo.gl/forms/jGCNwW4fPfwjWVB53

 

1) PERFORMANCE | 表演

SOPHIA |《索菲亞》

15 MARCH, FRIDAY | 三月十五日 9.00 PM

Navy Yard No.2 | 海事工房2號

 

2) FILM SCREENING | 電影放映

Nobody Nose |《迷局伏香》 (Group C | C組)

16 MARCH, SATURDAY | 三月十六日 9.00 PM – 11.00 PM

Wing Lok Cinema | 永樂戲院

 

3) FILM SCREENING | 電影放映

Melville in Love |《戀愛中的梅爾維爾》

18 MARCH, MONDAY | 三月十八日 6:30 PM

Portuguese Consulate Auditorium | 葡國領事館禮堂

 

4) FILM SCREENING | 電影放映

Whitman, Alabama |《自我之歌》- 從詩歌到電影

19 MARCH, TUESDAY | 三月十九日 9.30 PM – 11.00 PM

Cinematheque Passion | 戀愛•電影館

 

5) FILM SCREENING | 電影放映

Empire Hotel |《帝皇酒店》 (Group C | C組)

20 MARCH, WEDNESDAY | 三月二十日 9.00 PM – 11.00 PM

Wing Lok Cinema | 永樂戲院

 

6) FILM SCREENING | 電影放映

San Va Hotel: Behind the Scenes |《新華大旅店 – 幕後》 (Group B | B組)

22 MARCH, FRIDAY | 三月二十二日 6.30 PM – 7.45 PM

Cinematheque Passion | 戀愛•電影館

 

7) FILM SCREENING | 電影放映

Pe San Ié |《比山耶》

22 MARCH, FRIDAY | 三月二十二日 9.00 PM – 11.00 PM

Cinematheque Passion | 戀愛•電影館

 

8) PERFORMANCE | 表演

Ode Marítima

23 MARCH, SATURDAY | 三月二十三日 9.00 PM – 10.00 PM

Dom Pedro V Theatre | 崗頂劇院

 

Outras Informações

** O número total de lugares está sujeito à sua disponibilidade. Entrada por ordem de chegada.

** Por favor preencher o formulário de reserva de lugares e chegar 15 minutos antes da hora do evento para assegurar os seus lugares.

** Os lugares reservados serão mantidos até 15 minutos antes do início do espectáculo.

 

12
Mar

China-PLP | Uma ponte chamada poesia

A poesia será pela primeira vez o tema e a forma de expressão dominantes do Rota das Letras – Festival Literário de Macau. Uma homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen, no ano do seu centésimo aniversário, com a presença do seu filho, o jornalista e escritor Miguel Sousa Tavares; e o lançamento de uma tradução para português de uma obra do poeta chinês Jidi Majia por José Luís Peixoto, com a presença do poeta e do tradutor, assinalam nesta edição do Rota das Letras o encontro entre as culturas chinesa e lusófona através da poesia.

Durante o festival, poetas dos países de língua portuguesa, de Macau e da China falarão sobre as suas obras e sobre as condições actuais de produção poética e o papel da poesia no mundo contemporâneo.

O Rota das Letras apresentará ainda outras formas de expressão artística (pintura, ilustração, teatro, performance, cinema) nas quais a poesia surge como ponto de partida e inspiração.

2019 assinala o 200o aniversário do nascimento dos poetas americanos Walt Whitman e Herman Melville, e também o 100o aniversário do nascimento dos autores portugueses Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, bem como do macaense Adé dos Santos Ferreira, que escreveu os seus poemas no crioulo local, o Patuá. Todos eles serão homenageados, em sessões de poesia, debates, projecção de filmes, performances e exposições envolvendo convidados locais e vindos do exterior.

Durante o evento, será publicado um Dicionário do Crioulo de Macau, e o grupo Doci Papiaçam fará uma pequena récita de poesia maquista, em Patuá, com poemas de Adé dos Santos Ferreira e Miguel de Senna Fernandes.

O Rota das Letras não deixará também de celebrar o 100o aniversário do 4 de Maio, o Movimento da Nova Literatura na China, salientando o contributo de alguns dos seus

mais importantes mentores, como Lu Xun, Hu Shi e Zhu Ziqing, entre outros.

A associação local de poesia O Outro Céu junta-se ao evento através dos seus membros Bruce Lou, Elvis Mok, Jojo Wong e Pansy Lau. O grupo de teatro de Macau Rolling Puppets levará à cena, nos últimos três dias do Festival, nas antigas Oficinas Navais, a peça de teatro de marionetas Droga, adaptação do romance homónimo de Lu Xun publicado em 1919.

O Rota das Letras apresentará ainda o espectáculo de Pedro Lamares “Ode Marítima”, baseado no poema de Álvaro de Campos, um dos heterónimos de Fernando Pessoa. Assim, pela primeira vez, a “Ode Marítima” será declamada integralmente num palco de Macau. O extenso poema, central na obra de Álvaro de Campos, é considerado uma das obras-primas da poesia portuguesa.

Por último, mas não menos importante, o cantor português Salvador Sobral, vencedor do Festival Eurovisão da Canção em 2017, fará a sua primeira visita a Macau, actuando num Concerto Rota das Letras marcado para o dia 17 de Março. A banda de Taiwan Wednesday & Bad to the Bone actuará na festa de encerramento do festival. Após o espectáculo da banda decorrerá uma festa.

Para além do Centro de Arte Contemporânea, nas Antigas Oficinas Navais, o Festival Rota das Letras terá sessões públicas em diversos outros locais da cidade, como o Art Garden, Albergue da Santa Casa, Centro de Indústrias Criativas de Macau, IPOR, Cinemateca Paixão e Livraria Portuguesa.

20
Fev

JUNTA-TE A NÓS

O Festival Literário de Macau acontece de 15 a 24 de Março. Quer juntar-se a nós e conhecer escritores e autores de todo o mundo? Todos são bem-vindos a participar nesta iniciativa! De que está à espera? Junte-se hoje à nossa equipa de voluntários!
Registo: https://reurl.cc/Q46Ap

14
Fev

Poesia será o tema central do 8º Festival Literário de Macau, em Março

A poesia será pela primeira vez o tema e a forma de expressão dominantes do Rota das Letras – Festival Literário de Macau.

O Festival terá lugar de 15 a 24 de Março de 2019, decorrendo grande parte das sessões no Centro de Arte Contemporânea de Macau, no Porto Interior, em
instalações antes ao serviço das Oficinas Navais.

2019 assinala o 200o aniversário do nascimento dos poetas americanos Walt Whitman e Herman Melville, e também o 100o aniversário do nascimento dos
autores portugueses Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, bem como do macaense Adé dos Santos Ferreira, que escreveu os seus poemas no crioulo local, o Patuá. Todos eles serão homenageados durante o evento, em sessões de poesia, debates, projecção de filmes, performances e exposições envolvendo convidados locais e vindos do exterior.

O Rota das Letras não deixará também de celebrar o 100o aniversário do 4 de Maio, o Movimento da Nova Literatura na China, salientando o contributo de
alguns dos seus mais importantes mentores, como Lu Xun, Hu Shi e Zhu Ziqing, entre outros.

Durante os dez dias do programa, o Festival contará com a participação dos poetas Jidi Majia, vice-presidente da Associação de Escritores da China, Bei Dao, Yan Ai-Lin, Chris Song, Yam Gon, Chen Dong Dong, Shu Yu, Huang Fan, Lu Weiping, Na Ye, Tan Wuchang e Hsiu He, a maioria proveniente da China
Continental, mas também alguns oriundos de Taiwan e Hong Kong. Dos países de expressão portuguesa vão chegar, entre outros, José Luís Tavares (Cabo Verde), Pedro Lamares (Portugal), Hirondina Joshua (Moçambique), Gisela Casimiro (Guiné-Bissau) e Eduardo Pacheco (Angola).

A associação local de poesia O Outro Céu junta-se ao evento através dos seus membros Mok Hei Sai, Lou Kit Wa e Wong In In. O grupo de teatro de Macau
Rolling Puppets levará à cena, nos últimos três dias do Festival, nas antigas Oficinas Navais, a peça de teatro de marionetas Droga, adaptação do
romance homónimo de Lu Xun publicado em 1919.

Por último, mas não menos importante, o cantor português Salvador Sobral, vencedor do Festival Eurovisão da Canção em 2017, fará a sua primeira visita a
Macau, actuando num Concerto Rota das Letras marcado para o dia 17 de Março. Outros convidados, entre músicos, romancistas e cineastas, serão anunciados oportunamente.

Para além do Centro de Arte Contemporânea, nas Antigas Oficinas Navais, o Festival Rota das Letras terá sessões públicas em diversos outros locais da
cidade, como o Art Garden, Albergue da Santa Casa, Centro de Indústrias Criativas de Macau, IPOR, Cinemateca Paixão e Livraria Portuguesa.

1 2 3 7